Número de sílabas (desde 11/2008)

counter

terça-feira, 1 de setembro de 2009

DO SIGNO DE PEIXES

Eu me vesti de peixe
Com a guelra aberta
O olhar fanático
A escama tersa
E opercular
Eu fui subir o rio
Eu fui brincar de cio
Eu fui fruir a vida
E povoar o mar
Eu me vesti de peixe
Eu me embarquei em mim
Eu decidi destinos
Me espraiei em abismos
E me deitei menino
No leito cristalino
Do morno fundo do mar

01/09/2009

Um comentário:

Miss Lou B. disse...

Rapaz, eu quase musico seu poema!! Quanta poesia, quanta melodia!! Acompanhado por violão ficaria perfeito!!=DD Já disse que adoro vir aqui e que o dono do blog é mara?=DD