Número de sílabas (desde 11/2008)

counter

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A Viagem de Chihiro

A Viagem de Chihiro é uma história de uma garota de 10 anos, mimada e um pouco indolente que se vê de repente diante da necessidade de amadurecer, de aprender sobre o bem e o mal, a humildade, o amor e a generosidade. O filme se baseia em lendas japonesas que consistem em haver uma cidade para os espíritos, os deuses e os monstros, onde estes vão descansar de suas tribulações e não permitem a presença de humanos. Chihiro se vê presa nessa cidade, e obrigada a trabalhar como servente para poder sobreviver e salvar seus pais, que, por sua insolência, foram transformados em porcos para servirem de alimento aos espíritos. Durante esse processo, a menina descobre o valor da humildade, do amor, da generosidade e da sabedoria, fazendo-se amada pelos outros serviçais e mesmo pelas entidades que utilizam os serviços da cidade.
A fábula dirigida por Hayao Miyazaki tem o poder de despertar a imaginação e trazer à tona o olhar infantil que, um dia, tivemos sobre a vida e nossa própria evolução, mostrando a mágica que pode ser a transição da infância para a adolescência.
A música que encerra o filme — Itsumo Nando Demo (Sempre Comigo) — é cantada e tocada por Youmi Kimura. Abaixo, estão a letra original e a tradução.
Assistam ao filme, e deixem-se levar pela sua delicadeza.

ITSUMO NANDO DEMO
(Letra de Wakako Kaku e interpretação de Youmi Kimura)

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo kokoro odoru yume o mitai.
Kanashimi wa kazoe kirenai keredo
Sono mukou de kitto anata ni aeru.
Kurikaesu ayamachi no sonotabi hito wa
Tada aoi sora no aosa o shiru.
Hateshinaku michi wa tsuzuite mieru keredo
Kono ryoute wa hikari o idakeru.

Sayonara no toki mo shizukana mune
Zero ni naru karada ga mimi o sumaseru.
Ikiteiru fushigi shindeyuku fushigi
Hana mo kaze mo machi mo minna onaji.
La la la la la la...

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo nandodemo yume o egakou.
Kanashimi no kazu o itsukusuyori
Onaji kuchibiru de sotto utaou.
Tojiteyuku omoi de mo sono naka ni
Itsumo wasuretakunai sasayaki o kiku.
Konagona ni kudakareta ka ga mi no ue ni mo
Atarashii keshiki ga utsusareru.

Hajimari no asa no shizukana mado
Zero ni naru karada mitasareteyuke.
Umi no kanatani wa mou sagasanai
Kagayakumono wa itsumo koko ni,
Watashi no naka ni mitsukerareta kara.
La la la la la la...

SEMPRE COMIGO

Em algum lugar, uma voz chama do fundo do meu coração
Que eu possa sempre sonhar os sonhos que tocam meu coração
Tantas lágrimas de tristeza, incontáveis lágrimas rolaram
Mas sei que, do outro lado, encontrarei você
Toda vez que caímos no chão, olhamos para o céu lá no alto
E acordamos para a sua imensidão azul, como se fosse a primeira vez
Como o caminho é longo e solitário e não enxergamos o fim
Posso abraçar a luz com meus dois braços

Quando digo adeus, meu coração para, com ternura eu sinto
Que meu corpo silencioso passa a ouvir o que é real
O milagre da vida, o milagre da morte
O vento, a cidade, as flores, todos nós dançamos em união
La la la la la la...

Em algum lugar, uma voz chama, do fundo do meu coração
Continue sonhando seus sonhos, nunca os deixe morrer
Por que falar de sua melancolia ou dos tristes pesares da vida?
Deixe seus lábios cantarem uma linda canção para você
Não esqueceremos a voz sussurrante
Em cada lembrança ela ficará para sempre, para guiar você
Quando um espelho se quebra, estilhaços se espalham pelo chão
Lampejos de uma vida nova refletem-se por toda parte
Janela de um recomeço, silêncio, nova luz da aurora

Deixe que meu corpo vazio e silente seja preenchido e nasça outra vez,
Não é preciso procurar lá fora nem velejar através do mar
Porque brilha aqui dentro de mim, está bem aqui dentro de mim
Encontrei uma luz que está sempre comigo
La la la la la la...





video

Um comentário:

Rebeca Xavier disse...

quando eu tinha 16 anos, meu psicólogo disse pra eu assistir a esse filme por causa de uma cena na qual a menina aprende q ser forte não é não chorar...
mas eu nunca assisti =X